Em 1949, instalou-se nas Salinas de Cabo Frio, no litoral do Rio de Janeiro, a Refinaria Nacional de Sal S.A.

Graças as suas características naturais como: relevo plano, sol praticamente o ano todo – ventos constantes, baixo índice de pluviosidade e a presença da lagoa de Araruama que, além de salgada, contempla um índice de salinidade maior que o do mar – esta região é conhecida como uma das áreas mais propícias para a produção de sal no Brasil.

Com o objetivo de produzir sal refinado a partir da salmoura proveniente das Salinas Ponta do Costa, a Refinaria adquiriu equipamentos de evaporação forçada a vácuo, cuja instalação representou uma inovação no processo de fabricação de sal local.

Foi assim que, em 1951, iniciou-se a produção do sal Cisne, numa instalação comprada na Alemanha, com capacidade de produzir 50 toneladas de sal refinado a vácuo por dia. O sal que estava destinado a se tornar líder do mercado brasileiro já trazia algumas novidades para os consumidores, como sua embalagem em saquinhos plásticos de um quilo.

Nossos Fornecedores